A hora do sono é sagrada. Ter uma noite de sono tranquila, por uma boa quantidade de horas, é essencial para nossa fisiologia. É a forma de recuperar energia e ajudar a começar o próximo dia da melhor maneira possível. Por conta disso, problemas de sono são bem relevantes e devem ser levados a sério. Um deles é a apneia do sono.

O que é a apneia do sono?

A apneia do sono ficou bem conhecida por ajudar a provocar roncos. Mas, ela pode ser muito mais grave do que isso. O problema é caracterizado por ruídos na respiração, que podem se repetir até 5 vezes por hora. Esses ruídos são uma espécie de engasgos que interrompem a entrada de ar.

Essa doença apresenta muitos riscos e consequências, tanto ao sono em si, como à saúde de modo geral.

As consequências da apneia do sono

A primeira e mais imediata consequência da apneia do sono é impedir, quem a possui, de dormir de maneira ideal. É comum que quem sofre desse mal acorde até mesmo 30 vezes por hora, por um problema de respiração.

O maior problema é que esses são “microdespertares”, muito rápidos e que quase sempre não são perceptíveis, mas que são o suficiente para tirar o estado de sono ideal. A apneia, pode ser uma explicação para o paciente que se sente cansado, ou estressado, e não entende muito bem o por quê.

Essas condições podem ter algumas consequências indesejáveis no dia a dia. Por exemplo, o cansaço pode dificultar a capacidade de concentração do indivíduo, podendo levar até mesmo a pequenos acidentes de trânsito.

Os principais riscos da apneia do sono para a saúde

A apneia está começando a ser levada mais a sério, e seus riscos estão associados a problemas bem graves, maiores do que as consequências mais imediatas.

Por exemplo, existe uma conexão forte com a hipertensão. A apneia provoca uma reação do sistema nervoso, que aumenta demasiadamente o fluxo sanguíneo. Por consequência, esse mal pode trazer riscos ao coração.

Esse órgão ainda pode sofrer mais por conta de todo o esforço que o corpo precisa fazer para respirar durante a noite. O peito normalmente sofre uma pressão maior do que a normal e os próprios batimentos do coração ficam comprometidos.

Outro problema grave que pode surgir por conta da apneia, ou que talvez seja agravado pela sua presença, é a diabetes. Acredita-se que esse distúrbio pode dificultar a ação de insulina no sangue, elevando a concentração de açúcar e aumentando a possibilidade de diabetes.

Além disso, condições respiratórias mais graves podem ocorrer. Logo após a interrupção da respiração, o corpo responde com uma espécie de “pânico”, inspirando muito ar, que pode ser mais difícil de filtrar. Assim, podem vir, junto com ele, substâncias maléficas que podem chegar até o pulmão, aumentando o risco de pneumonia, por exemplo.

Por fim, existem estudos que indicam que a apneia tem relação com a agressividade do câncer. Porém, ainda não existe comprovação.

A apneia do sono é um problema sério e que poder trazer consequências bem desagradáveis para o seu dia a dia, e riscos de condições graves que podem prejudicar a sua saúde a longo prazo. Fique sempre bem atento e não subestime essa situação. Então, para se sentir mais seguro e saber mais sobre essa condição, confira no site da Neuromaster.